segunda-feira, 28 de maio de 2012

Heinekein, garrafas quadradas e Ecodesign

Já imaginou construir sua casa, ou uma parte dela com vidro reciclado?
O Sr. Alfred Heinekein imaginou. Durante suas férias no Caribe, em 1963, ele observou o que a areia da praia terminava os dias repleta de garrafas de cerveja, descartadas de forma errada. Assim como também, a necessidade de materiais de construção com valores mais acessíveis. Aí nasceu a ideia de transformar garrafas de cerveja em tijolos. Heineken contratou o arquiteto holandês John Habraken para desenhar “um tijolo que pudesse armazenar cerveja”. O resultado foi a garrafa de cerveja quadrada, batizada de World Bottle (WoBo). A embalagem foi desenhada de forma a permitir encaixes entre as peças, afixadas com uma argamassa de cimento e silicone. Foram criados dois modelos (35 cm e 50 cm), para que os construtores utilizassem “meia garrafa” da mesma forma que utilizam meio tijolo quando necessário. Foram produzidas cerca de 60 mil unidades, mas poucas foram usadas na construção civil. Um galpão da fazenda de Heineken em Noordwijk, na Holanda, e um muro no museu mantido pela Heineken em Amsterdã, capital holandesa, são as duas únicas estruturas onde o tijolo de vidro ainda pode ser visto. 
Uma ideia a frente do tempo que foi descartada, pela demanda baixa, e custo. Já imaginou, a economia e o charme que teria o litoral com muros de arrimo verde heinekein???
'cercas' e muros de vidros em frente as nossas casas? 














Dentro desse universo, design ecológico, o estudante de design Andrew Kim, percebeu que as garrafas de  plástico tradicionais ocupavam muito espaço quando transportadas, e pensou porque não compactá-las de forma simples e linhas retas?
Então criou o conceito ‘Eco Coke’ como projeto no seu segundo semestre de faculdade. Com um design minimalista, atraente, polido e toque de futurista, esta embalagem ocupa menos espaço no transporte e armazenamento. Quando cheia ocupa menos espaço que as garrafas atualmente no mercado e pode ser empilhada, já que topo e fundo encaixam-se com perfeição. Quando vazia, o seu volume reduz-se facilmente em 66%.
Ao fator espaço, e consequente incentivo à reciclagem, une-se outro fator verde: a nova garrafa é feita inteiramente de subprodutos da cana-de-açúcar, matéria-prima renovável, barata e com baixas emissões de monóxido de carbono e outros poluentes.
Esteticamente, ainda que com novo formato, e até nova abertura numa posição não central para uma posição mais confortável ao beber, a logomarca é bem preservada e facilmente identificável. O mesmo produto, o mesmo sabor, um design atual, funcional, econômico e ecologicamente viável. Observe o desenvolvimento nas imagens abaixo:











Um comentário:

J. Rubens Barbassa Filho disse...

Olá, boa tarde!

Encontrei seu blog por acaso, enquanto buscava mais informações sobre a Heineken "quadrada" para o meu blog.

Gostei muito deste e dos demais temas. Quando puder, visite o OneLifeAllBeers! O post sobre a Heineken que eu falei é este: http://www.onelifeallbeers.com.br/2012/08/heineken-uma-cerveja-que-ate-quadrada.html

Valew, abraços e parabéns pelo blog!